Kansas mantém “direito” ao aborto contrariando decisão da Suprema Corte

  • 03/08/2022
Kansas mantém “direito” ao aborto contrariando decisão da Suprema Corte

O Estado do Kansas, nos Estados Unidos, decidiu através de uma votação popular manter o direito ao aborto, apesar de ter uma maioria conservadora. Esse foi o primeiro “teste” nas urnas sobre a questão, desde que a Suprema Corte americana revogou, em junho, uma decisão de 1973, que legalizava a prática em todo o país.

Projeções sugerem que mais de 60% dos eleitores no referendo do Kansas votaram em favor do direito constitucional no Estado para que as mulheres tenham acesso ao aborto, conforme o G1.

O resultado oficial será confirmado dentro de uma semana. Mas para democratas e grupos pró-escolha, isso é um sinal de que os americanos estão profundamente insatisfeitos com a derrubada do direito ao aborto.

O presidente Joe Biden, disse que o resultado mostrou que “a maioria dos americanos concorda que as mulheres devem ter acesso ao aborto”. Por outro lado, grupos pró-vida vêm alertando sobre a crueldade que ocorre durante o procedimento.

Enquanto a mulher tem direito ao aborto, preservando as “decisões sobre seu corpo”, há bebês que são retirados de seus úteros que forma brutal, “ocasionando nascimento parcial e desmembramento vivo, colocando em risco medidas básicas de segurança que protegem a saúde das mulheres em clínicas de aborto”, conforme explica o Life Site News. 

Sobre a lei estadual que permite o aborto  no Kansas

Atualmente, a lei estadual permite que a gravidez seja interrompida em até 22 semanas, tornando o estado um “paraíso” para mulheres que buscam o procedimento, vindas de outros estados. 

A legislatura do Kansas é controlada por republicanos anti-aborto, mas sua governadora, Laura Kelly, é democrata. Ela havia alertado que mudar a constituição do Estado colocaria o Kansas “de volta à idade das trevas”.

Enquanto isso, mais de uma dúzia de Estados liderados por republicanos decidiram proibir ou restringir ainda mais o aborto desde a decisão da Suprema Corte, em 24 de junho.

Outros Estados, como Califórnia e Vermont, vão realizar votações em novembro, buscando aumentar as proteções ao direito ao aborto em suas constituições estaduais. 

Aborto e “saúde reprodutiva”

Nas redes sociais, o presidente americano Joe Biden comemorou o resultado da votação.

“Os cidadãos do Kansas usaram suas vozes para proteger o direito das mulheres de escolher e acessar os cuidados de saúde reprodutiva”, escreveu. 

Sobre “saúde reprodutiva”, porém, é importante lembrar que se trata de um termo para suavizar a prática do aborto, tirando assim o contexto real do que significa a morte para milhões de bebês.

FONTE: http://guiame.com.br/gospel/noticias/kansas-mantem-direito-ao-aborto-contrariando-decisao-da-suprema-corte.html


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Para Pedido de Oração ou Louvores entre em contato conosco 11 93150-4942 - Pastor Cláudio Máximo - Diretor Geral

Top 10

top1
1. Senhor Antônimo

Aline Barros

top2
2. Nada pode calar um Adorador

Eyshila

top3
3. Profetizo

Regis Danese

top4
4. Fica Tranquilo

Antonia Gomes

top5
5. Um novo Vencedor

Damares

top6
6. Voaremos

Juliano Son

top7
7. Penielr

Fernanda Brum

top8
8. Até aqui eu cheguei

Voz da Verdade

top9
9.

Midian Lima

top10
10. Deus é Deus

Delino Marçal


Anunciantes